Ponte de Lima


Ponte de Lima é uma lindíssima vila, sede de concelho, banhada pelo rio Lima, situada no verdejante Minho, na região Norte do País, de feição predominantemente agrícola.

A região de Ponte de Lima foi habitada desde os primeiros tempos da pré-história, com diversos monumentos megalíticos por todo o concelho, tendo por aqui passado diversos povos ao longo dos séculos. O monumento mais emblemático desta herança cultural, arquitetónica e artística é a ponte que atravessa o Rio Lima, com os seus quinze grandes arcos de pedra, que caracteriza a própria vila.

Ponte de Lima é a mais antiga Vila Portuguesa, com foral concebido em 1125 por D. Teresa, mãe de D. Afonso Henriques, o primeiro Rei de Portugal. As suas pacatas ruas de casas pitorescas, tipicamente minhotas respiram história, integrando um grande número de solares e casas apalaçadas, considerada a capital do Turismo de Habitação do País, atestando igualmente a importância económica de outros tempos, muito derivado da produção de afamado vinho verde.

O património arquitetónico e cultural da vila é riquíssimo, nomeadamente do período Medieval e Renascentista, destacando-se a Igreja Matriz do século XV, a Torre da Cadeia Velha ou da Porta Nova do século XIV e a Torre de São Paulo, integrada no que resta das muralhas defensivas, o Convento de Santo António do século XV, cuja igreja alberga o interessante Museu dos Terceiros, com uma rica coleção de arte sacra, a Igreja da Misericórdia ou a Capela da Nossa Senhora da Penha de França de inícios do século XVII.

Muito célebre é a feira quinzenal realizada às segundas-feiras, desde 1125, e anualmente em Setembro as “Feiras Novas”, de origens do século XII, bem tradicionais e alegres, com procissões em honra de Nossa Senhora das Dores, atraindo grande número de visitantes.

Locais a visitar


Ponte Medieval
A estrutura desta ponte de 24 arcos vem do tempo dos romanos. No século XIV, a maior parte da ponte foi reconstruída, apenas uma parte na margem oeste é autenticamente romana.

Igreja Matriz
No século XV foram construídos alguns dos edifícios mais marcantes no desenvolvimento desta vila, a Igreja Matriz é um deles.

Parque do Arnado
O Parque Temático do Arnado é um parque temático, onde junta estilos de todo o mundo, como o jardim romano, o labirinto, inspirado na lenda do Minotauro; da Renascença, onde a água é considerada um elemento essencial e o estilo barroco, refletindo o esplendor dos jardins à francesa.

Torre da cadeia velha
A torre da cadeia velha (construída no século XVI) foi um espaço de encarceramento até meados dos anos 60 do século XX, desde então é utilizada para exposições.

Largo de Camões
Relaxe numa esplanada no largo de Camões e desfrute do pôr-do-sol sobre a ponte medieval.
Jardins temáticos
No mês de Maio de cada ano, um concurso é organizado, os doze artistas selecionados criam um jardim efémero sobre um determinado tema. A escolha é feita em Outubro e o jardim premiado é conservado para o ano seguinte. Para mais detalhes e fotos dos jardins, veja aqui outro artigo sobre o Festival internacional de Jardins.

Lagoas de Bertiandos e São Pedro de Arcos
Pode encontrar nesta zona espécies pouco comuns a outros locais, dado o habitat específico de zona húmida. No Total, a paisagem protegida sustenta mais de 500 espécies da flora como por exemplo a roseira brava, o feto-real e o lírio amarelo. Destaca-se a presença de espécies da fauna de interesse comunitário que exigem proteção como por exemplo a lontra, a rã-ibérica, o lagarto de água, o falcão peregrino a lampreia marina, entra outras.

Santuário do Senhor do Socorro
O Santuário do Senhor do Socorro situa-se na freguesia de Labruja a 12 km de Ponte de Lima. A devoção ao Senhor do Socorro começou por causa de uma cura de ferimentos nas pernas de um lavrador. Quando lhe perguntavam que remédio tinha aplicado, o lavrador respondia apontando para uma velha imagem de um Senhor que tinha recebido de uma antiga igreja e exclamando: ‘Este é o meu Socorro…’ .